1. O que é um manual de marca?
  2. Por que você precisa de um livro de marca?
  3. O que você precisa saber antes de criar um manual de marca
  4. O que há dentro de um manual de marca?
  5. Design do manual de marca
  6. Grandes exemplos de manuais de marca
  7. Como usar o manual da sua marca

Neste artigo, veremos como criar e usar um manual de marca profissional para a sua empresa. Para quem é iniciante, vamos descobrir o que é um manual de marca e por que você absolutamente precisa dele.

um manual de marca

O que é um manual de marca?

O manual de marca é um documento essencial que descreve os padrões do estilo visual da sua empresa. Toda empresa deve possuir um manual de marca exclusivo. Algumas empresas se concentram nas orientações do uso do design gráfico, outras prestam especial atenção às diretrizes de comunicação com clientes e parceiros. 

Você precisa decidir se o manual de marca é ou não relevante para o seu projeto. (Muito provavelmente, ele é). Além disso, você precisa descrever os problemas que o manual de sua marca abordará.  

Por que você precisa de um livro de marca?

Não ter um conjunto de diretrizes de design pode prejudicar o sucesso da sua empresa. Por quê? Porque todo designer e publicitário que for contratado trará a sua própria visão criativa para a marca. Como resultado, em vez de um estilo corporativo coerente e harmonioso, você acabará tendo algo sem nenhum padrão, ou seja, uma bagunça completa. Embora a diversidade não seja ruim por si só, ela pode atrapalhar quando se trata de criar uma identidade corporativa. Ao usar técnicas de design e estilos de comunicação variados, é improvável que você construa uma marca forte e convença seus clientes de que é a melhor escolha do mercado.  

Além disso, o manual de marca se tornará um companheiro insubstituível para auxiliar os seus novos funcionários. Ao ler as diretrizes contidas no manual de marca, eles poderão entender melhor os valores e as metas da sua marca. É muito melhor do que aprender cometendo erros estúpidos, certo? Você não terá que perder tempo explicando a um novo funcionário quais regras foram violadas sem o próprio conhecimento deles. Dessa forma, um manual de marca bem bolado pode economizar muito tempo e ajudar você e sua equipe a evitar situações embaraçosas. 

Assista um vídeo rápido sobre por que um manual de marca profissional pode fazer uma enorme diferença para a sua empresa: 

O que você precisa saber antes de criar um manual de marca

A regra nº 1 é manter o equilíbrio. No entanto, não se empolgue. Verifique se suas diretrizes não são muito rigorosas. Caso contrário, elas limitarão a capacidade criativa de seus funcionários, forçando-os a seguir soluções estabelecidas e conservadas pelo tempo. Ao mesmo tempo, as suas diretrizes devem ser claras e objetivas e excluir interpretações ambíguas. 

Existe um equívoco comum de que o desenvolvimento de um manual de marca é uma prerrogativa do proprietário de uma empresa. Permita-nos desmascarar esse mito. Um manual de marca é um esforço conjunto da gerência da empresa, designers, redatores e outros especialistas. Se você possui um departamento de marca dedicado em sua empresa, a criação de um manual de marca é de sua responsabilidade direta. 

O processo de redação de um manual de marca deve ser supervisionado por um especialista experiente que participou do desenvolvimento da identidade visual da marca da sua empresa e possui autoridade e conhecimento suficientes para tomar decisões cruciais. Além disso, garanta que a sua equipe tenha conhecimento da existência do manual de marca e aplique as suas regras. Afinal, você não quer que todo o seu trabalho duro vá por água abaixo, certo? Ao contratar um novo funcionário, peça que ele leia o manual de sua marca e consulte-o em caso de dúvida. (Voltaremos a falar disso mais adiante neste artigo.) 

O que há dentro de um manual de marca?

Não existem algo como dois manuais de marca idênticos. Cada empresa possui um guia único com a sua própria missão, valores, modelos de negócios e outras características. No entanto, é possível descrever três seções padrão que todo e qualquer livro de marca deve ter:

Marca

Marca
  • Esta seção analisa a missão, os valores e o público-alvo da sua empresa.  
  • O tamanho desta seção depende de quão detalhado e elaborado é o seu documento. Muitas empresas ignoram completamente esta seção porque não veem sentido em copiar texto de um documento (por exemplo, plano de negócios) para outro.

Identidade da marca

Identidade da marca
  • Logo: cores, layouts, disposição, tamanho e proporções, exemplos de como você deve ou não aplicar o seu logotipo.
  • Marca registrada: possíveis usos, cores.
  • Slogan: onde colocar seu slogan. Leia aqui como criar um slogan. 
  • Cores: quais cores (combinações de cores) usar na sua estratégia de marketing. 
  • Fontes: quais tipos de letra usar em seus textos (títulos, texto normal, listas, etc.). Clique aqui para encontrar as melhores fontes para o seu logo. 
  • Fotos: dicas para tirar fotos, padrões de imagem
  • Outros gráficos: ícones, padrões, texturas.

Estilo de comunicação

  • Idioma: qual a linguagem usada para você conversar e comunicar com o seu público-alvo?
  • Gramática e formatação: abreviações, letras maiúsculas, números, siglas, datas, nomes, etc. 
  • Legibilidade: linguagem simples, sem termos complicados, frases curtas.  
  • Estilo: técnico, formal, gíria, etc.  
  • Estilo de comunicação: (formal / amigável / reservado / engraçado / etc.).
  • E-mails: estrutura padrão, assinatura de e-mails.
  • Blog: tópicos, estrutura, formatação.
  • Plataformas sociais: metas, horários de postagem e tipos de postagens para cada rede social

Design do manual de marca

Encontre um profissional para criar seu manual de marca. Reserve um tempo para sentar-se com o designer escolhido e conversar sobre o projeto. Garanta que vocês dois compartilhem a mesma visão criativa em relação ao manual de marca. Peça ao designer que mostre seus manuais de marca favoritos e diga o que mais gosta neles. Você também pode mostrar os designer os manuais abaixo e pedir que escolha seus favoritos. Esta é uma boa maneira de entender qual direção artística seu contratado irá explorar. Por exemplo, o designer planeja usar uma fonte grande e parágrafos curtos? Ou ele prefere uma estrutura mais sucinta?  

Aqui está outra questão importante que geralmente é negligenciada. Seu documento deve atender às diretrizes contidas nele. Em outras palavras, deve ser visualmente atraente e fácil de perceber. Depois de ter o primeiro rascunho do seu futuro manual de marca, mostre-o aos seus colegas de equipe para obter feedback. Outra coisa crucial de lembrar é que o manual de marca deve refletir a sua identidade de marca, e não sua personalidade e preferências individuais.    

Quando se trata de criar um documento tão fundamental como um manual de marca, a pressa pode estragar tudo. Dedique o tempo necessário para fazer os ajustes e adicionar os retoques finais. É um processo gradual. Às vezes, as melhores ideias surgem na sua cabeça inesperadamente, quando você menos espera. 

Grandes exemplos de manuais de marca

Confira alguns exemplos surpreendentes de manuais de marcas usados pelas principais empresas. Esperamos que você encontre a inspiração necessária para o seu próprio design!

Manual de marca da Apple (PDF)

Apple

Manual de marca da Nike (PDF)

Nike

Manual de marca do Google (PDF)

Google

Manual de marca da Microsoft (PDF)

Microsoft

Manual de marca da Coca Cola (PDF)

Coca-cola

Quem usa um manual de marca

Entre as empresas de grande nome, é uma prática comum obrigar contratualmente seus distribuidores e outros parceiros em diferentes países a seguir os padrões descritos nos manuais de suas marcas. É assim que eles garantem que sua marca seja percebida coerentemente em todo o mundo. No entanto, na maioria das vezes, os manuais de marca são usados exclusivamente dentro de uma empresa.  

Como usar o manual da sua marca

Então, você criou e desenvolveu um conjunto de diretrizes para usar seu estilo visual corporativo. Parabéns! No entanto, isso é apenas metade do caminho. Agora você precisa garantir que seus funcionários sigam os padrões estabelecidos. Afinal, qual seria o sentido de criar um documento que não serve para nada além de acumular poeira?  

Envie seu manual de marca por e-mail e solicite a seus funcionários (todos os funcionários, e não apenas designers e redatores) que leiam cuidadosamente as regras e diretrizes nele contidas. Vamos pegar os desenvolvedores, por exemplo. Embora não estejam diretamente envolvidos com a marca, eles ainda podem detectar e corrigir erros cometidos por outros especialistas. 

O próximo passo é escolher uma pessoa que garanta que as diretrizes sejam seguidas em todos os departamentos da empresa. Idealmente, deve ser o mesmo funcionário que supervisionou o processo de criação do manual de marca.  

Um mês após o lançamento do manual de marca, realize uma reunião para ver como os novos padrões corporativos estão sendo adotados. Além disso, pergunte a seus colegas de trabalho sobre os desafios que eles enfrentaram ao seguir as diretrizes. 

Para finalizar, gostaríamos de enfatizar que as marcas mudam constantemente. (Elas são como as pessoas.) Crie o hábito de revisar e atualizar o seu manual de marca pelo menos uma vez por ano. Além disso, lembre-se de que suas diretrizes de marca devem estar sincronizadas com os valores e as metas atuais da sua empresa.

Pacote Completo de Identidade de Marca

Use o criador de logotipo Logaster para lançar rapidamente sua marca. Digite o nome da sua empresa e receba um pacote de branding profissional em 60 segundos! Experimente, é fácil!

Pelo menos 3 caracteres de comprimento.