1. Histórico sobre as lojas pop-up
  2. Prós de uma loja pop-up
  3. Ciclo de vida de uma loja pop-up
  4. Estudos de caso
  5. Resumindo

Se você olhar com cuidado, poderá identificar pontos de venda temporários (tendas, quiosques, caminhões, etc.) em toda parte, por exemplo, em festivais, shoppings, na rua, etc. Esses tipos de estabelecimentos têm um nome específico, “lojas pop-up”. Neste artigo, descobriremos como as lojas pop-up surgiram e como você poderá usá-las para promover o seu negócio.

Histórico sobre as lojas pop-up 

Basicamente, o significado de uma loja pop-up é: uma loja temporária que vende uma quantidade limitada de produtos. Ela pode ser estabelecida em qualquer local e facilmente movida para outro local.    

As primeiras lojas pop-up surgiram no início dos anos 2000, quando uma marca de Los Angeles organizou uma venda bem no meio da rua. Desde então, marcas de renome começaram a usar esse truque como uma maneira não importuna de chamar a atenção do público. As empresas começaram a vender acessórios e roupas de grife na praia, em parques, nos ônibus de dois andares de Londres e em outros lugares inusitados.  

Somente em 2010 essa ousada ideia foi pega emprestada por marcas que operavam no espaço pós-soviético. A tendência criou raízes e agora está prosperando. Se você está aberto a experimentos e coisas novas, essa será uma ótima técnica para divulgar o seu negócio de varejo. 

Prós de uma loja pop-up

Existem várias razões pelas quais a abertura de uma loja pop-up pode ser um grande passo à frente em termos de promoção de sua marca.  

Custos menores

Como uma loja pop-up é algo temporário, você pode criar uma facilmente sem custos extraordinários. Alugar uma tenda ou um caminhão é definitivamente menos dispendioso do que alugar e reformar uma loja de tijolo e argamassa. Além disso, você pode usar uma loja pop-up pelo tempo que você desejar, de um dia a um mês inteiro. 

Cobertura offline

Para empresas online, uma loja pop-up pode se tornar uma ótima maneira de adquirir clientes em um ambiente offline. Ainda existe um segmento de clientes que prefere fazer compras em pontos de venda em locais físicos. Esta é a sua chance de converter compradores do mundo offline em compradores online. É provável que um cliente que compre o seu produto em sua loja pop-up, também visite a sua loja online para uma próxima compra, porque esta oferecerá uma seleção mais ampla de mercadorias. 

Testando hipóteses

Uma loja pop-up também é uma ótima forma para se testar várias hipóteses de marketing, por exemplo, o que os clientes acham do design de sua loja pop-up, quais ofertas evocam o maior interesse, quais produtos são mais procurados, etc. Além disso, se você estiver lançando um novo produto, poderá testá-lo entre os visitantes de sua loja pop-up.  

Promoção

Uma loja pop-up é uma maneira orgânica de promover a sua loja principal (seja online ou offline) em um ambiente incomum, como uma rua movimentada, um festival de verão, a beira-mar, etc. Ao divulgar seu negócio, você aumentará a conscientização da sua marca e ganhará a confiança de seus clientes atuais e potenciais. 

Venda de estoque restante

Se você tiver algum estoque excedente, não há lugar melhor para se livrar dele do que uma loja pop-up. Diga ao seu público que você fará uma promoção espontânea em um determinado local. Apostamos que alguns de seus clientes estão esperando ansiosamente por descontos! 

Ciclo de vida de uma loja pop-up

Só por causa da natureza temporária de uma loja pop-up não significa que se deva fazer pouco caso dela. Ao contrário, abrir uma loja pop-up é uma tarefa de grande responsabilidade. Você terá que pensar em todas as etapas, da pesquisa de mercado à análise de desempenho. Listados abaixo estão as principais questões a serem consideradas ao abrir um ponto de venda temporário.  

Definir a meta

Ao abrir uma loja pop-up, você deve perseguir um ou vários objetivos, como: 

  • introduzir um novo produto;
  • explorar um novo nicho de mercado;
  • atrair um novo público ou reacender o interesse daqueles que foram para os concorrentes;
  • criar um outlet físico e encontrar embaixadores da marca;
  • vender estoque restante.

Com base no seu objetivo, você criará a estratégia adequada. Embora você possa atingir vários objetivos no processo, é necessário começar com um objetivo dominante em mente. Além disso, você precisará descrever todos os participantes envolvidos no projeto. 

Escolher um local

Ao falar sobre o lugar certo para abrir uma loja pop-up, há quatro opções principais para considerar.  

Um local ao ar livre é provavelmente a opção mais econômica que vamos abordar. Ter um guichê ou locar um caminhão para colocar em um festival local ou numa feira de agricultores vai custar a metade do valor do aluguel de instalações para uma loja de tijolo e argamassa. No entanto, tudo tem um preço. Trabalhando em um local ao ar livre, você estará à mercê do clima. Além disso, você terá que embarcar em uma missão para obter a aprovação legal da administração da cidade.  

Um pequeno quiosque ou loja com uma entrada separada é literalmente o mesmo que uma loja tradicional física. Se você não está pressionado por dinheiro, pode considerar esta opção. O principal contra aqui é que atrair público para um local como esse é um verdadeiro desafio. 

Um estande ou caminhão promocional em um shopping. Os shoppings tendem a ter bastante movimento, o que é bom para a sua loja pop-up. Além disso, você pode dividir os custos de marketing com um shopping. Contudo, encontrar o seu público-alvo entre as pessoas que visitam o shopping pode ser complicado. Aqui está outra armadilha que pode minar o seu entusiasmo. Sendo seu anfitrião, o shopping center pode definir uma série de requisitos como design, cores e outros aspectos da sua loja.  

Um lugar em uma loja amigável. Você pode tentar encontrar uma empresa que já tenha espaço físico e que concorde em fornecer um cantinho para a exibição de seus produtos. A vantagem indubitável dessa opção é que você obtém acesso a uma clientela estabelecida que já confia na loja. Nesse contexto, é provável que os clientes também se interessem por seus produtos. Os inconvenientes são múltiplos. Por exemplo, você não pode fazer o design da loja da maneira que desejar, nem corrigir o comportamento de um vendedor (a menos que ele seja seu funcionário) e coisas assim.  

Atrair clientes

Quando se trata de chamar a atenção do cliente, as coisas funcionam da mesma forma que em uma loja física tradicional. Você precisa selecionar cuidadosamente os canais online (redes sociais, fóruns, etc.) e offline (folhetos, anúncios de revistas, etc.) para divulgar a sua loja pop-up. Escolha o canal, crie uma proposta de venda exclusiva e pronto!   

Contratar pessoal

As lojas pop-up geralmente são abertas por proprietários das lojas online que já têm de 2 a 5 funcionários trabalhando remotamente. Nesse caso, é mais prudente contratar novos funcionários do que treinar novamente os existentes. Além disso, há situações em que você precisa contratar pessoas para executar uma tarefa específica. Por exemplo, você está lançando uma nova linha de roupas e deseja que seus clientes em potencial vejam como seus novos designs ficam nas pessoas reais. Nesse caso, você precisa contratar modelos que representam o seu público-alvo (idade, peso, biótipo, etc.).   

Analisar o desempenho

Como dito anteriormente, a sua estratégia deve ser baseada no objetivo que você está querendo alcançar. Tire um tempo para rastrear e analisar o desempenho de sua loja pop-up. Verifique vendas, receita, menções nas mídias sociais, avaliações de clientes, etc. Isso o ajudará a entender se você alcançou o seu objetivo.  

Estudos de caso

Vamos dar uma olhada nas lojas pop-up abertas pelas principais marcas. Esperamos que isso lhe ajude a entender melhor o que você deve buscar.

A Adidas abriu uma loja temporária que parecia exatamente com uma caixa de tênis gigante. A Tiffany usou a pista de patinação de Natal em Londres como plataforma para sua loja pop-up na forma de uma caixa de anel. Como você pode ver, usar embalagens como ideia de design para uma loja pop-up é uma prática bastante comum entre as empresas. Contudo, seja cauteloso. Um enorme pavilhão em forma de mala da Louis Vuitton, construído na Praça Vermelha de Moscou, causou reações variadas e foi criticado por muitos por ser inapropriado. 

A H&M preparou um ascético contêiner de madeira com acessórios de praia à beira-mar. A icônica marca de moda Hermès pegou emprestada essa ideia para sua boutique pop-up em Hong Kong, que se destacou por seu gritante design laranja. Em Milão, a marca Zoe montou uma loja de bicicletas feita inteiramente de folhas de madeira compensada. Como você pode ver, as lojas pop-up podem combinar com sucesso um design incomum e materiais de baixo custo.   

E não se esqueça das lojas pop-up sobre rodas! Os caminhões da Penguin Books se tornaram uma parte orgânica de locais populares na Grã-Bretanha e em todo o mundo. É difícil não perceber essas livrarias alaranjadas sobre rodas!  

Resumindo

Se você precisar apresentar um novo produto, lançar uma campanha de venda ou marketing, definitivamente deve explorar o potencial de uma loja pop-up! Uma loja pop-up oferece a flexibilidade de expandir o reconhecimento da sua marca e a oportunidade única de cria uma experiência atraente para seus clientes. Mesmo oferecendo muitos benefícios, as lojas pop-up não são tão difíceis de organizar quanto se pode imaginar. Tudo o que você precisa é de um conceito interessante para criar o impacto que você espera. Vamos resumir este artigo, descrevendo as principais regras:

  • abrir uma loja pop-up não deve consumir mais tempo do que abrir uma loja de tijolo e argamassa;
  • ao escolher um local para sua loja pop-up, concentre-se em áreas de tráfego intenso de pessoas;
  • crie uma forte campanha promocional para sua loja;
  • certifique-se de medir o sucesso de sua loja pop-up (métricas quantitativas).

Pacote Completo de Identidade de Marca

Use o criador de logotipo Logaster para lançar rapidamente sua marca. Digite o nome da sua empresa e receba um pacote de branding profissional em 60 segundos! Experimente, é fácil!

Pelo menos 3 caracteres de comprimento.