Alcançar mais pessoas na internet tem sido cada vez mais fácil com o avanço das ferramentas do Google. O buscador desenvolveu bastante seu recurso de busca, a fim de  auxiliar e facilitar ainda mais a vida dos usuários.

Uma prova das inúmeras pesquisas por novas experiências é o surgimento do Google Discover, uma nova solução para atrair o interesse das pessoas com conteúdo específico e segmentado. A medida que esta ferramenta ganhou destaque, surgiu a dúvida sobre como utilizá-lal para otimizar as suas páginas de modo a ser recomendado.

É fundamental entender como o recurso funciona e como ele busca os conteúdos, a fim de aplicar as medidas certas de otimização. Desse modo, você conseguirá gerar mais resultados com a sua estratégia de Marketing Digital e de Conteúdo, de forma específica e direta para o seu público.

Saiba mais sobre o Discover, neste artigo! Vamos conferir:

O que é Google Discover?

O Discover é uma nova funcionalidade do Google que separa uma área da página inicial para indicar alguns posts interessantes para o usuário. Para chegar a possíveis recomendações personalizadas, o buscador utiliza dados que salva das pessoas, da atividade de web, de apps e do histórico de pesquisa de cada usuário.

O Discover é uma nova funcionalidade do Google

Isso é resultado dos estudos dos algoritmos de inteligência artificial sobre os dados das pessoas. É uma solução para celulares, por isso, só está disponível no mobile. O objetivo é complementar um serviço que o Google já faz: o de recomendar um conteúdo sempre que alguém digita uma palavra-chave específica na barra de pesquisa.

Agora, o buscador também apresenta uma série de resultados, antes mesmo que o usuário digite algo, de modo antecipado e preditivo. Assim, as publicações aparecem dispostas em cartões para visualização, com links para que o usuário acesse determinado site.

Personalização

Cabe a cada um personalizar ainda mais o canal. Para isso, é preciso bloquear assuntos desinteressantes e clicar em “seguir” para acompanhar alguns temas, especialmente. 

personalizar ainda mais o canal
personalizar ainda mais o canal

Os assuntos salvos da coleção ganharão destaque na próxima vez que o usuário conferir a seção. Outra questão é que, em alguns casos, o Discover também aparece nas páginas principais de resultados de busca.

Lançado em 2018, esse recurso tem funcionado como um feed de notícias, focado, principalmente, em impulsionar posts recentes e novidades. Desse modo, é uma ótima ferramenta para informar o usuário, gerar valor e fazer com que ele se sinta entretido, quase como em uma rede social. Tudo isso na primeira página, sem abrir qualquer site.

Atualmente, o Google tem priorizado uma variedade de formatos e tipos de post. Desta forma, ele recomenda vídeos novos, placares esportivos, lançamentos de filmes e álbuns de música entre outros.

Assim como com posts específicos e temporais, o Discover também foca em conteúdo evergreen. Assim, não dá para dizer que há predominância de um só tipo. É fundamental dar atenção a isso quando o objetivo é otimizar para esse novo canal.

Quais as vantagens de otimizar para essa ferramenta?

Vamos conhecer, agora, as principais vantagens de otimizar o seu conteúdo e site para aparecer nessa nova funcionalidade do Google.

Mais tráfego

Paralelamente ao surgimento do Discover, muitos sites e blogs notaram um impulsionamento no número de acessos a posts recentes. Quando decidiram pesquisar (usando o Google Search Console), entenderam que essa ferramenta estava começando a direcionar as pessoas para essas novas publicações. Veja no exemplo abaixo:

Mais tráfego

Então, percebeu-se um novo potencial: o de aumentar o tráfego orgânico para o site. Mesmo com o raciocínio de sempre de otimizar os conteúdos para gerar valor para determinadas palavras-chaves, as empresas conseguem alcançar mais acessos com o Discover, isso porque o usuário nem começou a pesquisar ainda e lá está sua empresa oferecendo conteúdos de qualidade.

Por não haver uma ação e por representar uma predição do Google, a ferramenta também é sinônimo de agilidade no descobrimento de novos artigos e conteúdos de qualidade. É como um atalho que o usuário utiliza para chegar a novos sites e novas marcas que têm algo de interessante para eles.

Menos concorrência

Em SEO, quando falamos em featured snippets — aquela seção que aparece acima de todos os resultados na página de resultados do Google —, nos referimos a ela como a “posição zero”, justamente, por não haver muita concorrência. Se um post está em destaque, as chances de que o cliente realmente entre no site e avance na jornada são muito altas.

Pois bem, a seção do Discover é uma espécie de “posição zero” também. Afinal, não há concorrência por determinado tema, como há na página de resultados comum.

Com essa funcionalidade, o Google aproveita para recomendar uma série de conteúdos diferentes, com propósitos e contextos diversos. Assim, cada publicação tem um valor único e especial — o que aumenta as chances de que seja conferida.

Dessa forma, se você trabalhar o seu conteúdo para gerar valor para uma determinada intenção de busca, com os requisitos que discutiremos, poderá ser inserido nesse canal de recomendações. 

Caso o cliente esteja buscando entender mais sobre esse tema, mas tenha preferido abrir a seção Discover para ser entretido, poderá entrar em contato com uma solução de sua empresa imediatamente.

Aquisição de novos usuários

Da mesma maneira, é importante ressaltar o poder dessa ferramenta de indicação de conteúdo para o aumento de visibilidade e a aquisição de novos usuários. Pessoas que nunca tiveram contato com o que você oferece, não conhecem sua empresa e nem mesmo pesquisam termos que as conduzem diretamente às suas páginas serão atraídas.

Assim, você não somente aumentará o tráfego, mas também, otimizará para receber acessos de clientes novos. Isso, naturalmente, representa aumento de vendas, já que a base de consumidores tende a expandir.

O ideal é que a empresa conte com uma estratégia forte de link building, por exemplo, para garantir que o usuário permaneça no site e seja beneficiado com conteúdos informativos e valiosos. Assim, será possível assegurar que aquele usuário que não conhecia a marca se torne um visitante e, eventualmente, um comprador.

Menos esforço de SEO e de publicidade

Outro ponto que merece atenção é que essa nova interface de notícias dispensa a necessidade de mais esforços com SEO e com mídia paga. Se você já tem um site otimizado para as páginas de resultados, poderá continuar mantendo essas estratégias naturalmente. Afinal, outros aspectos serão analisados pelo Google para indicar sua página no Discover.

É como conseguir acesso e tráfego que não decorre, necessariamente, de mais custos com SEO. Da mesma forma, é preciso ressaltar que esse tráfego é totalmente orgânico, de modo que a empresa é naturalmente recomendada e as pessoas acessam os conteúdos de forma natural também.

Não há nada forçado ou incisivo. Trata-se de uma estratégia amigável, que respeita as vontades do usuário. Isso significa que sua empresa começará a enxergar um retorno maior, oriundo daquilo que você já tem feito, sem excesso de gastos.

Como otimizar para o Google Discover?

Neste tópico, vamos explorar algumas dicas imbatíveis para otimizar para o Google Discover.

Otimize para mobile

Evidentemente, temos que começar com otimização para mobile. Como já mencionado, o Discover é um canal para dispositivos móveis, portanto, é ideal que os sites que apareçam por lá estejam devidamente adaptados para todas as telas. Caso contrário, o usuário pode encarar isso como um descaso com a experiência e deixar de acompanhar a sua marca.

Nesse sentido, é importante utilizar tecnologias como o AMP, que impulsiona o carregamento em dispositivos móveis, de modo a gerar mais agilidade. Carregamento deve ser uma preocupação, mas não a única: visibilidade dos elementos, clareza nas composições e a capacidade de clicar em botões e links também.

Utilize conteúdos visuais

Outra dica muito efetiva é a adoção de conteúdos visuais, que são muito bem avaliados pelo Google na hora de escolher o que compõe o Discover. Por isso, use imagens para ilustrar o que está sendo discutido, de modo a tornar o texto mais atraente e menos cansativo, e aproveite para criar mais posts em vídeo.

A recomendação do buscador é que as imagens estejam na mais alta qualidade possível, pois isso favorece a criação de miniaturas compreensíveis e adaptáveis para as telas dos dispositivos.

Utilize conteúdo evergreen e temporal

Como já foi destacado, a nova seção de conteúdos do Google alterna entre o que é evergreen e o que não é. Por isso, é interessante que a gestão do site trabalhe com esses dois tipos de publicação, sempre pensando no que é útil e valioso para o seu público-alvo.

Observe as políticas de notícias do Google

A gigante da tecnologia orienta os sites e blogs a seguirem as regras descritas nas políticas de conteúdo, voltadas para a otimização de notícias. Assim, a gestão entenderá como adaptar a sua publicação com a finalidade de atender aos ideais de “necessidades atendidas”, “qualidade da página”, “qualidade das pesquisas”, entre outras variáveis importantes para o Google.

Selecione as palavras-chaves certas

Por mais que otimização para o Discover não envolva estratégias adicionais de SEO, é fundamental ressaltar a importância da seleção de palavras-chaves. Estima-se que as expressões mais concorridas têm maior chances de aparecer na seção e de ser acessadas. Contudo, é interessante pesquisar o que é relevante para o seu público e termos relacionados aos que você já utiliza.

O Google Discover é uma ferramenta atual e poderosa para recomendação de conteúdos de qualidade, de maneira personalizada. Com essa funcionalidade, as empresas terão uma nova chance de aparecer para o público, além dos momentos em que são exibidos como resultado de busca

Nesse sentido, é fundamental continuar trabalhando muito bem o SEO e tentar estratégias específicas para esse canal.

Pacote Completo de Identidade de Marca

Use o criador de logotipo Logaster para lançar rapidamente sua marca. Digite o nome da sua empresa e receba um pacote de branding profissional em 60 segundos! Experimente, é fácil!

Pelo menos 3 caracteres de comprimento.