Camila Porto trabalha com marketing digital e mídias sociais desde 2010. Ela iniciou a sua carreira como freelancer, escrevendo para empresas de vários segmentos e em seu próprio blog. Desde 2012, ela ministra treinamentos sobre marketing de mídias sociais, atingindo milhares de empreendedores com conteúdo gratuito e cursos

Primeiramente, o que é uma marca pessoal?

É uma forma de se diferenciar no mercado. Uma marca pessoal é um conjunto de elementos que constituem o posicionamento do profissional no mercado. Esses elementos vão desde a identidade visual da marca, como logo, cores, nomes até a imagem do profissional. Isso contempla desde seu modo de falar até o seu estilo de se vestir. Desta forma, planejar e desenvolver esses elementos de forma harmoniosa é importante para criar uma marca pessoal que reflita o perfil do profissional e que conecte com seus clientes em potencial.

Por que um freelancer deve desenvolver uma personalidade nas redes sociais?

São nestes canais que os futuros clientes buscam por este tipo de serviço. Mesmo que você use um site para promover seus trabalhos, é nas mídias sociais que os clientes irão buscar mais informações sobre o profissional. Desta forma, hoje é cada vez mais difícil separar o profissional do pessoal, seja um freelancer ou seja uma marca. Por isso, uma marca pessoal bem desenhada, seja com um profissional, seja com soluções como a Logaster, ajudam a dar mais informações para os clientes em potencial saberem mais sobre o trabalho e sobre a conduta do profissional que estão querendo contratar. 

Quais são os elementos de uma marca pessoal?

Para mim, os elementos vão desde questões mais técnicas como cores, logo, tipografia até a imagem do profissional. Por exemplo, é comum termos a imagem de um programador associada a uma pessoa mais descolada, mais tímida. Já a imagem de um influenciador digital, estar mais conectada à uma pessoa mais aberta, vaidosa. Isso é a criação de uma identidade, um posicionamento. Tudo isso comunica e é importante que a marca tenha a ver com o profissional. Uma pessoa mais séria, fechada, não conecta com uma marca mais alegre vibrante. Por isso, penso que os elementos básicos são: cores, logo, tipografia e a imagem pessoal, como o profissional se apresenta. 

Às vezes nos sentimos muito tímidos e pensamos que ao nos promovermos nas redes sociais, onde estão muitos dos nossos amigos, ficará parecendo que somos um pouco pretensiosos ou arrogantes.  Como enfrentar a timidez e fazer este equilíbrio entre amigos e parentes de um lado e clientes do outro?  Talvez seria ideal separar as contas nas redes sociais, etc.

Separar as contas pode ser uma solução para quem se sente muito desconfortável com essa exposição. Porém, um ponto que acredito é que você  precisa ser você, seja como profissional, seja como pessoa. Desta forma, não vejo muitos problemas se você for autêntico e não tentar ser um personagem nas mídias sociais. No meu caso, optei por ter meu Instagram, por exemplo, 99% profissional. Apenas coisas de trabalho são postadas lá. Raramente posto algo pessoal. Desta forma, se quero postar algo para meus amigos e família, posto em um canal mais fechado como WhatsApp, por exemplo. Mas, sobre ser tímido, minha dica é: seja você e promova seu trabalho sem vergonha do que seus amigos vão pensar. Por outro lado, tome cuidado com coisas da vida pessoal que vai postar em seu perfil, pois seus clientes podem achar estranho algum comportamento. 

Quais são as principais formas de atrair clientes para um freelancer?

Postar bons conteúdos sempre é uma boa forma de atrair clientes. Quando comecei, comecei tornando meu site e minha empresa como um case. Desta forma, tudo o que queria vender como freelancer, eu aplicava em meu negócio primeiro. Por exemplo, quando comecei com produção de conteúdo, foquei em ter um conteúdo excelente em meu próprio blog. Assim, tinha legitimidade para vender esse serviço e meus leitores eram meus clientes. Quando fui para as mídias sociais, para promover meu negócio, eu aplicava as estratégias que gostaria de vender para meus clientes. Assim, você se torna seu próprio case e, como efeito colateral, os clientes vêm. Por outro lado, isso dá trabalho e é demorado, mas mostrar na prática o que você é capaz de fazer é muito importante. Outras formas podem ser participar de sites de freelancers, buscar sempre avaliações positivas de clientes para melhorar seu status. 

Quais redes sociais são as melhores plataformas para construir uma marca pessoal no Brasil e por quê?

Acredito que depende um pouco do segmento. Mas, temos um crescimento interessante do Linkedin por aqui e também da plataforma Medium. Sem dúvida, o Instagram ainda é uma forma interessante de promover seu negócio. 

Você acha que é importante um freelancer ou especialista que deseja atrair clientes, criar um logotipo, cartão de visita, assinatura de e-mail, enfim, uma identidade visual, para si próprio?

Sem dúvida, isso transmite confiança e profissionalismo. Pode ser seu próprio nome, sem uma marca, mas ter suas cores, tipografia, materiais com ar profissional, com certeza podem ajudar a se posicionar no mercado e passar mais profissionalismo ao futuro cliente. 

Estamos falando bastante sobre atrair, mas e quanto a reter e trabalhar com clientes antigos?  Como devemos construir um relacionamento duradouro com os nossos clientes?

O primeiro passo para isso é causar uma boa primeira impressão. Isso significa que prestar um bom serviço desde o início é a chave para um relacionamento de longo prazo. Claro que erros podem acontecer e é papel do freelancer cuidar para que eles não aconteçam, mas se acontecerem, estar disposto a assumir a sua responsabilidade pelo bem da relação com o cliente. É importante destacar que construir relacionamentos é uma via de mão dupla. Desta forma, infelizmente nem todos os clientes são bons clientes. Aqui há um equilíbrio: se o cliente é um bom cliente, trata o freelancer com respeito e cumpre sua parte, é interessante manter esse contato. Mas, sabemos que há casos em que isso não acontece e, desta forma, avalie se não vale a pena também demitir esse cliente. De modo geral, construir relacionamentos a longo prazo requerem alguns pontos como: integridade e cumprir o que foi combinado e flexibilidade para lidar com diferentes tipos de personalidades. 

Quais são os principais erros que os freelancers costumam cometer ao criar uma marca pessoal e tentar atrair clientes?

O primeiro é não saber promover seu trabalho. Há muitas pessoas competentes e talentosas, mas que perdem mercado por não saberem como promover suas habilidades. Por isso, além de saber tudo sobre sua área, estude formas de promover seu trabalho, seja nas mídias sociais, em eventos, na sua cidade onde você tem interesse em trabalhar. Outro ponto que vejo é a legitimidade. Isso significa que o profissional quer trabalhar em uma área, mas não se preocupa em mostrar seus resultados. Por exemplo, um produtor de conteúdo que não tem um blog ou um lugar em que o cliente possa conferir seu trabalho. São alguns exemplos. 

Um freelancer deve criar um site pessoal, um canal no youtube ou um podcast?

Acredito que depende da área. De modo geral, se ele quer se posicionar como uma autoridade em seu mercado, são formas interessantes de se promover. Se você é um editor de vídeos, por exemplo, ter um canal do YouTube com suas produções, é uma ótima forma de promover seu trabalho. Se você é programador, ter um site produzido por você, é uma boa vitrine. Se você é fotógrafo, uma conta no Instagram ajuda a promover seu negócio. Nem sempre é preciso ter conta em todos os canais, comece pelos mais importantes para seu negócio.

Agradeço o convite da Logaster para esta conversa. Acredito que o trabalho de vocês é importante para desenvolver o mercado e profissionalizar este setor. 

Pacote Completo de Identidade de Marca

Use o criador de logotipo Logaster para lançar rapidamente sua marca. Digite o nome da sua empresa e receba um pacote de branding profissional em 60 segundos! Experimente, é fácil!

Pelo menos 3 caracteres de comprimento.